21.8.08

As palavras em mim

Toda minha vida em pequenos sinais.
"Caminhos pedregosos, não permaneça. Apenas passe".
Liberdade, siga o vento!
Os pneus impedem a decolagem...
Amigos momentâneos
No meio do caminho
Destino no retrovisor?
Todo ao contrário.
Da partida à chegada, o vazio.
Apenas.

Perder-se e encontrar-se
Para isso, a poesia
(A estrada de passagem)
Abraço de asfalto
Quente, palpitante.
Delírio? Miragem? Sonhos?
Não...são palavras.

4 comentários:

Mario Ferrari disse...

AH QUE SAUDADE DE LER POESIA TUA MINHA DOCE TAURINA, FILHA DE ISHTAR.

E QUE DELÍCIA DE POESIA!

Meu coração-terra, aonde você estava que sumiu?

Bem vinda poeta!
Tomei a liberdade de postá-lo também no Coração Zagreu.

um beijo super carinhoso!
Mario

Mario Ferrari disse...

"as palavras em mim"
Este é o título que eu escolheria.
Um beijo especial minha poeta linda.
Mario

Elder::Marco disse...

Agora agreguei sua página no Google Reader e ficarei sabendo mais rápido que você escreveu um novo post. Faz tempo que não nos comunicamos e andava com saudades de ler seus poemas moça :-)

[]'s

Elder::Marco

Vanessa Marques disse...

Oi Elder!

É mesmo hein rapaz...essa comunicação está difícil. Tenta me adicionar novamente no msn:

vanemarques@hotmail.com

PS: Dá uma olhada neste blog : www.coraçãozagreu.blogspot.com

Tenho certeza que você vai gostar!

Um abraço!